Páginas

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

UM MUNDO DOENTE

   Ah o homem, que terrível mal é este, se não o maior de todos, que qual seja a maledicência que o pôs sob a face da terra cometeu o maior pecado ao fazê-lo. Tal besta feroz que devasta tudo o que toca sem prezar pela razão,  nem pela preservação do próximo ou a sua mesma.
   Se o Mundo sofre com certeza absoluta é pela mão desta terrível droga que o devasta. Ah meu caro Planetinha, dentre tantos fortuitos agentes da vida que criou como bactérias e vírus, quando tomará um destes por eleito a te salvar desta trágica e fatal doença que se chama humanidade?
   Já é tempo de largar esta droga de dotes tão feios e deformados, aberração a qual tem por sorte fatídica a de destruir todo o seu entorno e por consequência a si mesmo.   
   Se a Amazônia é o pulmão do mundo, com certeza o homem é o seu cigarro. Em nome da riqueza e do acúmulo de 'bens', (os bens valorizados em uma sociedade demente) as matas estão se tornando desertos por único fim de aumentar números irreais nas contas de seres que vivem suas vidas urbanas de aparências, sem propósitos reais e naturais. Hoje o Brasil ergue com honrarias sua Bancada Ruralista ao não combatê-la com total força de sua população, Bancada esta que com mão de Ferro impõe sua vontade acima de qualquer lei ( pois a lei nestas terras é ditada conforme a vontade de quem possui a conta bancária mais gorda). Políticos, empresários e artistas renomados nas terras tupiniquins levantam a bandeira do desmatamento para defenderem acima de tudo os seus ganhos particulares, e isto em escancarado deboche ao resto da população que sofre com os male-feitos dos desmatamentos e da poluição sem nem ao menos tomar consciência da sua culpa por ser omisso às questões ambientais. A única verdade é que não existe tragédias naturais, mas existe sim mazelas provocadas pelas mãos dos poluidores que atacam a natureza sem dó.
   Aí vai uma dica de uma pequena e boa ação que cada cidadão pode tomar em ano de eleição: confiram a lista de quem faz parte da Bancada Ruralista no Brasil e não votem em candidato algum dos partidos que apóiam os crimes contra a natureza e a  humanidade.

Para quem não sabe, aqui vai um link para saber um pouco sobre a Bancada Ruralista:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bancada_ruralista

domingo, 16 de setembro de 2012

EM UM MUNDO BÁRBARO, O PRECONCEITO E A VIOLÊNCIA SÃO A LINGUAGEM DA RAZÃO



EM UM MUNDO BÁRBARO, O PRECONCEITO E A VIOLÊNCIA SÃO A LINGUAGEM DA RAZÃO
   Mais uma vez a bandeira contra toda uma nação se ergue, gritos por todo o ocidente clamam por justiça contra estes loucos, opressores e preconceituosos de uma cultura bárbara. Ouve-se da mídia muito sobre a brutalidade sem sentido praticada contra os civilizados oriundos da parte mais bem quista do mundo. No cotidiano das pessoas, da América do Sul a do Norte transpassando o Atlântico, se ouve comentários 'bem informados' pela mídia de como a nação muçulmana é unida para a barbárie.
   Pois bem, não sou muçulmano, mas o pouco estudo que tenho me traz ótimas referências de personalidades históricas com um passado de violência e preconceito gerados pela tradição dos costumes ocidentais, e estas personalidades sendo nascidas no ocidente, libertaran-se deste mal ao se converterem ao islamismo. Pego como exemplo Malcon X, este verdadeiro ícone que lutou contra a intolerância e o ódio racial , que antes de se voltar para o Islã, apresentava-se cheio de ideais e atitudes tão justas quanto qualquer membro da Ku Klux Klan. É de certo, e indiscutível, que o Alcorão  em momento algum prega a violência, e assim como a  Bíblia, se não mais que esta, tende a resgatar as pessoas de uma existência alcunhada na barbárie.
   Andando pelo Centro da cidade de Curitiba, Brasil, onde este mesmo centro prosperou há décadas atrás pelas mãos trabalhadoras dos imigrantes do Oriente Médio, e traz consigo uma forte comunidade muçulmana, vejo os olhos preconceituosos e acusadores dos polaquinhos, e os não tão polacos assim, fitando as senhoras trajeitadas das vestes costumeiras da crença de Alá, como se detentoras de uma terrivel deficiência moral ou feitoras de um crime indizível apenas por serem o que são. A mídia internacional, sempre em busca de um novo Cristo a  crucificar a fim que pague pelos pecados do mundo, em outrora elegeu o bloco comunista que ameaçou o Deus do Capital; também teve a vez dos povos de origem escandinava condenados pela totalidade tendo como justificativa os crimes dos nazistas; e agora a mais nova onda de um 'inimigo em comum' do mundo livre, sendo estes poucos dos muitos exemplo a serem observados.
   Fato é que até mesmo o Brasil, não estando envolvido em desentendimento algum com qualquer país do Oriente Médio, tendo uma grande comunidade muçulmana nas terras do verde e amarelo, essa mesma comunidade tem de sofrer os preconceitos e pagar pelos crimes de alguns poucos lá do outro lado do mundo. O discurso de que 'esse povo' é organizado não representa toda a nação muçulmana, e os atos cometidos por alguns grupos não foram, em hipótese alguma, ordenados pelos lideres de Estado destes povos. Culpar todo muçulmano pela violência praticada por alguns é o mesmo que considerar todo Brasileiro bandido e co-autor de assassinatos, tráfico de drogas cometidos pelo crime organizado.
   É certo e fácil apontarmos com dedos acusadores o que a mídia nos ensina a odiar, esbravejar o quão é feio e desprezivel um neonazista ou  um dito terrorista que ergue uma bandeira da intolerância e ódio sobre tudo como justificativa para também se cometer violência ao próximo.  Mas é por demais difícil olharmos no espelho e vermos o quanto NÓS, com estes dedos acusadores, somos o retrato deste mesmo mal que é tão fácil identificar quando repousa no clichê e fomos orientados pela mídia a apontar.


Noticias que inspiraram essa postagem:

Manifestantes colocaram fogo em uma lanchonete americana no Líbano.Manifestantes continuam realizando protestos violentos em frente a embaixadas ocidentaisPolícia iemenita mata manifestantes em protesto contra filme ofensivo

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

CHICO MENDES, na Amazônia de hoje.



CHICO MENDES, na Amazônia de hoje.

   Definitivamente a MORTE chegou a ilustres senhores como Chico Mendes. Mais do que a amargar a perda da vida deste  digníssimo cidadão, o Brasil de hoje abandona a luta e os ideias de ícones que derramaram seu sangue para defender um mundo justo. Hoje os heróis de verdade estão ofuscados pelo brilho das sensações fictícias e nada inspiradoras da televisão, ofusque este que deixa o povo despreocupado com o próprio meio que vive e seu futuro. No Brasil temos a tal Bancada Ruralista no governo, a qual representa os interesses dos senhores do Capital em oposição ao bem estar de toda a nação. Tais bandidos caminham como reis pelas terra tupiniquins exigindo seu respeito comprado pelo dinheiro e não por atos de honraria, como deveria ser esta moeda de troca.
   Chico Mendes chora, com absoluta certeza. Chora ao ver seus ideais apodrecerem em uma sociedade que idolatra o lucro  monetário acima da vida, seja a vida do próximo ou a própria vida do cobiçador que irá, mais cedo ou mais tarde, perecer como todos no deserto ermo que nosso país se configura. Cabe ao povo combater o mal e derrubar ditadores, a esse mesmo povo babaca que deposita toda sua atenção ao mais novo programa televisionado de entretenimento e entrave cerebral.
   Hoje precede a afirmativa ao se tratar na nação do outrora verde e amarelo, que somos um coletivo em sua maioria  de deficientes mentais que enterram seus poucos heróis e elegem seus algozes como representantes de seu modo de vida demente e pervertido.

Esta Caricatura foi feita especialmente para o IV Salão de Humor da Amazônia, mas infelizmente não foi aceita no certame deste ano. espero que quem a veja a aprecie, pois me demorei algumas semanas de trabalho nesta pintura tentando realizar algo que honrasse a memoria de CHICO MENDES.





CHICO MENDES on Amazon today.

    Definitely DEATH reached honorable as Chico Mendes. More bitter than the loss of life of this worthy citizen, Brazil today abandons the struggle and the ideas icon who shed their blood to defend a just world. Today the real heroes are dazzled by the brilliance of sensations and nothing inspiring fictional television, this blight that leaves the people unconcerned with the medium itself that lives and their future. In Brazil we have a government that Rural Caucus, which represents the interests of the lords of capital as opposed to the welfare of the entire nation. These thugs walk the earth as kings tupiniquins demanding their respect bought by money and not by acts of honor, as this should be a bargaining chip.
    Chico Mendes crying with absolute certainty. Chora to see his ideals rot in a society that worships monetary profit above life, or life or the next life itself cobiçador which will sooner or later perish in the desert badlands as all that our country takes shape. It is up to the people to fight and overthrow evil dictators, the people that same asshole who puts all his attention to the newest entertainment and televised brain barrier.
    Today precedes the affirmative when dealing in the nation's once green and yellow, which are a collective of mostly mentally handicapped who bury their few heroes and elect representatives of their tormentors as their way of life and demented pervert.

This caricature was made ​​especially for the IV Amazon Humor Salon, but unfortunately was not accepted at the event this year. I hope to see who enjoy because it took me a few weeks working on this painting trying to do something to honor the memory of CHICO MENDES.

Arquivo do blog