Páginas

domingo, 14 de outubro de 2012

Político Corrupto, Vítima de um Povo que o APOIA.






   As eleições municipais acabaram. Em muitas cidades haverá segundo turno, e os legítimos representantes do povo estão mais uma vez sendo exaltados pelos seus súditos.  Se ouve muitos comentários de como a política é suja, mas no entanto os mesmos corruptos continuam sendo eleitos pelo mesmo povo que reclama do governo, sem nada fazer para combate-lo .É de obvio que quanto mais eles roubam e governam para os interesses das elites econômicas, mais votos ganham e continuam se reelegendo. Seguindo esta lógica seus atos criminosos moralmente e juridicamente são consequências do ótimo governo que estão realizando, tão bom quanto as expectativas de seus eleitores que os apoiam.
  É por certo que não é nas urnas que vai se mudar o Brasil, o voto é um pequeníssimo passo a ser tomado . Haverá um Brasil democrático  a serviço do povo (este como uma unidade e não separado pelos abismos das classes sociais/financeiras) apenas quando a população aprender que a democracia se conquista com a luta, é pelas greves e pelas marchas de protestos, e não elegendo mais um candidato representante do grande capital privado. Na prática o tipo de governo que temos neste país é uma monarquia, onde o 'Rei' (diga-se por aqui presidente) é visto pelo povo como o grande senhor de tudo, e sucessivamente se tem os feudos menores com seus monarcas ( estados e municípios, não devemos nos esquecer da corte de vereadores e senadores). Sem dúvida que estes cargos são hereditários,  basta ver quais os poucos eleitos a concorrer as vagas na política que se perceberá o absurdo de que o Brasil tem sua política fundamentada em um grande negocio de família. Quando algum membro do povo tenta concorrer a uma vaga logo é massacrado ou simplesmente não consegue nem se quer participar do certame.
   Na verdade os políticos, seja qual for o cargo ocupado, como presidente, governador ou prefeito, não passam de simples empregados que devem ser demitidos quando não cumprem seu papel com eficiência. Nenhum político constrói  ou já construiu, um hospital em qualquer cidade do mundo, nem se quer reformou uma escola ou fez asfalto, eles simplesmente administraram o dinheiro público para executar serviços que a população necessitava com o próprio dinheiro do contribuinte, e não do político eleito como estes fazem questão de insinuar. Não se exalta como herói e representante de toda uma nação um lixeiro por recolher o lixo ( mesmo que faça isso com excelência); um lavador de janelas por vidros impecáveis; um pedreiro por assentar tijolos que não caem com o tempo. Agora deixo a pergunta a quem possa ler este texto:
   Devemos exaltar os políticos por apenas trabalharem a ordenados de extrema gordura?
E diga-se que por serviços executados com extrema incompetência, quando não estão envolvidos em crimes. O Brasil é uma piada, a falar de política no país é falar de assuntos relacionados a bandidagem, e enquanto o brasileiro for co-autor desta realidade, aceitando-á passivamente, sempre será um povo sem dignidade.

Arquivo do blog